sexta-feira, 30 de setembro de 2011

SORTEIO HERSHEY'S - DIA DAS CRIANÇAS


Hershey’s, uma das principais marcas de chocolates do mundo, vai deixar o Dia das Crianças dos leitores do Gourmandisme ainda mais gostoso, com o sorteio de 3 (três) cestas de produtos, contendo: 
           
           1 pote de IOIO MIX 
           2 Hershey's Mais Extra Cremoso
           2 Hershey's Mais Cookies 'N' Cream
           2 Paçocas 
           4 barras de chocolate


As regras são simples:
1 - ser seguidor do blog, na barra lateral direita;
2 - deixar um comentários neste post com nome, e-mail e cidade/estado.
3 - nos contar qual seu chocolate Hershey's favorito

O sorteio será no dia 12 de Outubro!

obs.: os ganhadores têm 3 dias úteis para responder o email com os dados de entrega, caso contrário, será feito novo sorteio.



Conhecendo melhor                                              
Um clássico de seu portfólio, que é sucesso há 15 anos no mercado, o Io-iô Nutricrem Mix é uma deliciosa fonte de vitaminas, além de ser uma boa opção para um lanche ainda mais completo. O produto visa promover momentos de interação e descontração entre a garotada e o chocolate.


Para comprar já...  

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Bolo de Cenoura de uma amiga blogueira!

De vez em quando tenho uns desejos especiais. Às vezes é de salgado, às vezes de doce. Nunca sei. Dessa vez, foi desejo de bolo de cenoura. Adoro esse bolinho, que me lembra infância!

Como nunca tinha feito, fui procurar em um blog que eu tinha certeza que acharia: o delicioso Receitas do Caldeirão de Bruxa Solar, da querida amiga (virtual, mas só por enquanto) Sandra Reis. O blog dela é o lugar perfeito para receitas de comfort food, feitas com carinho, para comer e se acabar...

Fiz a receita sem tirar nem por, como a blogueira mandou, e ficou simplesmente perfeito!




Bolo de Cenoura 


Ingredientes
2 cenouras grandes descascadas e picadas
3/4 xícara de óleo
3 ovos inteiros
2 xícaras de açúcar
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher (sobremesa) de fermento químico em pó

Como fazer

Pré-aqueça o forno a 180°C.
Bata no liquidificador as cenouras, óleo e ovos.
Em uma tigela, misture o açúcar, farinha e fermento.
Junte os líquidos com os secos, à mão.
Despeje em uma forma untada e enfarinhada.
Asse até espetar um palito e ele sair limpo.



Cobertura de chocolate
2 colheres de sopa de margarina
1 barra chocolate meio amargo Hershey's
3 colheres de sopa de leite
1/2 xícara de açúcar

Coloque tudo numa panela e leve ao fogo até ferver, mexendo sempre. 

Despeje ainda quente sobre o bolo. 




Resolveu muito bem o meu desejo!!!!



quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Mil e uma formas de usar o queijo brie

Esse é um queijo versátil. Fica bom de qualquer maneira! Quente ou frio, com doce ou salgado, sozinho ou acompanhado. E agora, recheado! As boas e velhas trufas negras, que já apareceram por aqui várias vezes, agora fazem par perfeito com o brie. 

Essa entradinha é rápida, charmosa e muito fácil. Além de permitir infinitas combinações, basta seguir a montagem básica. Eu já pensei em alguns outros recheios: cebolas carameladas, nozes, pistaches, framboesas amassadas, cerejas, passas...




Brie Trufado

Ingredientes
1 pedaço de queijo brie
2 colheres de sopa de creme de leite
1 trufa negra, cortada em fatias finas
sal e pimenta a gosto

Como fazer
Corte o brie em dois, na espessura.
Tempere as duas partes com sal e pimenta e em seguida creme de leite.
Coloque as fatias de trufas em uma das metades e cubra com a outra.
Embrulhe bem em filme-plástico e guarde no refrigerador por 24h-48h.
Retire 20 minutos antes de servir.
Se preferir quente, embrulhe em papel alumínio e leve ao forno pré-aquecido por 20 minutos.




Para fazer hoje e se deliciar na sexta-feira à noite...


terça-feira, 27 de setembro de 2011

Risotinho nosso de cada dia... E uma dúvida cruel!

Antes de falar do risoto, a dúvida: comida light ou gostosa? Porque, convenhamos, é muito difícil reunir as duas coisas. Uma coisa é diminuir a gordura, substituir alguns ingredientes calóricos e comer porções menores. Outra coisa é um prato 100% light... Difícil de me chamar a atenção!

Por isso, sempre tento dar um toque "de gordinha" nos pratos leves! Dessa vez, foi no risoto. Já estava usando arroz integral, contei as gotas do azeite de oliva para dourar a cebola, e decidi temperar com bottarga, que, por si só, é pouco calórica. Daí, olhei para o pacotinho de gorgonzola... 

Não teve jeito! Meu instinto, focado em deixar tudo mais apetitoso, foi mais forte. Mas pensando bem, 100g de queijo para dividir entre duas pessoas, não é muito, é?




Risoto de Gorgonzola com Bottarga

Ingredientes
1 cebola picada
150g de arroz integral
100ml de vinho branco seco
1 colher de sopa de caldo de legumes Nomu
100g de queijo gorgonzola
40g de bottarga ralada (dúvidas sobre o que é isso? mais informações aqui)
azeite, sal e pimenta a gosto

Como fazer
Doure a cebola no azeite, até ficar transparente.
Adicione o arroz, frite por mais 1 minutos e acrescente o vinho.
Quando evaporar cubra com água quente e junte o caldo de legumes
Vá adicionando água até completar o cozimento.
Misture o gorgonzola e a bottarga na hora de servir.


Entre o light e o gostoso...


segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Muffins salgados para alegrar a semana

Muffins salgados já não são novidade pelo mundo virtual. Todo mundo faz ou já fez em algum momento. Eu mesma, já fiz minha versão com milho, bacon e queijo cheddar. Mas, quando bati o olho nessa receita, em uma Revista Gula, não tive dúvidas: foi direto para a caixinha de receitas "to do"!

Agora, depois de prontos, testados e aprovados, só fico pensando que deveria tê-los feito há muito tempo. O toque doce, que vem do açúcar mascavo e da farinha de trigo integral; com o salgadinho das azeitonas e do azeite de oliva, é simplesmente perfeito!

A receita ainda levava alecrim e tomilho. Mas, como não sou muito fã de ervas (acho que roubam a cena), cortei! Também cortei a pimenta dedo-de-moça que ia picadinha na mistura. Mas essa última, acho que não deveria ter cortado. Um toque de pimenta completaria perfeitamente essa mistura de sabores...




Muffins de Azeitonas

Ingredientes
60ml de azeite de oliva
2 ovos
125ml de leite
1/4 de colher de chá de noz-moscada ralada na hora
125g de farinha de trigo
75g de farinha de trigo integral
2 colheres de sopa de açúcar mascavo
1 colher de chá de sal
1 1/2 colher de chá de fermento em pó
1 xícara de azeitonas pretas, sem caroço cortadas em rodelas
1 cebola, em cubos

Como fazer
Pré-aqueça o forno a 180°C.
Refogue a cebola em um fio de azeite até ficar transparente. Reserve.
Misture o azeite, leite, ovos e noz-moscada.
Vá acrescentando, aos poucos, as farinhas, açúcar, sal e fermento.
Junte a cebola refogada e as azeitonas.
Divida em 10 forminhas para muffins, previamente untadas.
Assar por 20 minutos, ou até espetar um palito, ele sair limpo.


Ficam perfeitos, ainda morninhos, com uma Coca-Cola bem gelada...


sexta-feira, 23 de setembro de 2011

É primavera... E eu tô voltando pra casa...

Para mim, o começo da nostalgia pelo recém encerrado inverno, minha estação favorita. Mas também animação com os novos ingredientes frescos chegando no mercado. Embora hoje em dia a gente consiga quase tudo o ano inteiro, eu ainda gosto do prazer antigo de encher a cesta com o que há de mais fresco em cada estação.

Nos próximos meses, estes são os ingredientes que não faltarão na minha cozinha:

Aspargos
Brancos ou verdes, eles só aparecem na primavera. Vale ressaltar que a diferença entre eles não está só na cor. Os aspargos brancos são mais raros, suaves e macios. Ficam perfeitos sozinhos, acompanhados de um vinagrete simples. Já os verdes, são mais duros e o sabor é mais forte. Em compensação, são mais comuns e acompanham muito bem vários pratos. Minha sugestãoAspargos, Cogumelos e Ovo Caipira com Trufas

Cenouras
Elas estão em sua melhor fase na primavera. Grandes, macias e cheias de cor. São perfeitas cozidas por horas em ensopados com cordeiro, mas também cozidas rapidamente em água e salteadas em manteiga. Velhas conhecidas de todos, dispensa maior apresentação. Minha sugestão: Sopa de Cenoura e Laranja 

Mangas
Passei muito tempo sem ligar muito para elas. Mas nos últimos tempos, acho que estou compensando bem o tempo perdido. A dica na hora da compra é não escolher as muito maduras. Um pouquinho do amargor equilibra o doce excessivo. Ficam ótimas com frutos do mar, frango ou porco. Mas a minha combinação favorita é com foie gras. Minha sugestão: Foie Gras grelhado sobre Lascas de Manga 

Ruibarbo
Até alguns anos atrás, o ruibarbo era um legume. Mas hoje em dia já se convencionou que é fruta! Afinal, sua doçura e o sabor lembrando levemente morangos, não deixam mais dúvidas. Este ano ainda não fiz nada com ele, mas nos próximos dias vou adaptar uma cuca especialmente para ele. Minha sugestão: Cuca de Ruibarbo (basta substituir a banana da receita original pelo ruibarbo).

                                   ------------------------------------------------------------



E assim, com a primavera começando, aproveito para me despedir de Florianópolis e voltar pra Sampa!




Confesso que já deu saudade de casa...

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Não podia faltar a garoupa...

Uma semana em Florianópolis não estaria completa sem um prato com garoupa. Esse peixe não estampa as notas de 100 reais à toa... É enorme (pode chegar à 50kg), carnudo e uma delícia! 

Fonte imagem: www.peska.com.br

Rápidos detalhes da garoupa: 

- Vive em tocas e é um predador nato, tanto de pequenos peixes, quanto de crustáceos. 

- Em Santa Catarina, com o mar de águas claras, é praticada a pesca submarina com o uso de arpão

Essa receita é clássica do litoral, mas está cada vez mais famosa graças ao chef Alex Atala, que a adotou para a temporada! Falei dela neste post aqui.

                                                                         

Arroz de Garoupa

Ingredientes
1 cabeça de garoupa
200g de posta de garoupa
3 cebolas cortadas em meia-lua
1 cebola picada em cubos
200g de arroz branco
1 pão ralado
limão, sal e azeite a gosto

Como fazer
Em um panela grande, coloque a cabeça do peixe e as cebolas em meia-lua.
Cubra com água e leve ao forno para fazer, por 5 minutos.
Reduza para o mínimo e cozinhe até reduzir o caldo pela metade (aprox. 2 horas). Coe e reserve.
Em outra panela, refogue a cebola picada em azeite e em sem seguida o arroz. Tempere com sal.
Vá acrescentando caldo de peixe até cozinhar o arroz, mas sem secar. Tem que ficar "meloso".
Corte a posta de garoupa em cubos pequenos, tempere com sal e pimenta e passe no pão.
Frite o peixe em óleo ou azeite..


Sirva com o arroz no centro do prato e os cubos de peixe por cima.


quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Um docinho e um mimo

Na falta do marido, direcionei os meus esforços culinários para a minha mãe! Está sendo uma delícia cozinhar para ela! Ainda mais nesse clima gostoso de praia!

Então, para adoçar um pouco mais nossos dias... Doce de mamão! Muito comum no litoral de SC, ele é bem simples de fazer e fica ótimo com a onipresente, por aqui, nata. Para servir, fiquei com dó de usar os copos de cristal da minha mãe, então, improvisei com essas xícaras de vidro. Acho que ficou até melhor! 

Comemos de colherzinha na frente da televisão...


Doce de Mamão com Nata

Ingredientes
1 mamão verde médio
200g de açúcar
2 cravos-da-índia
2 colheres de sopa de nata

Como fazer
Descasque e pique o mamão. Reserve.
Em uma panela de ferro (ou cobre), coloque o açúcar e junte 1/2 xícara de água.
Adicione o mamão e o cravo e leve ao fogo médio por 1 hora, até tomar a consistência de uma geleia.
Sirva frio em pequenos potes, com uma colherada de nata fresca.

Obs.: você pode adicionar100g de coco ralado, para variar a receita.



                            -----------------------------------------------------------------------------


Agora, o mimo... Meus esforços foram totalmente recompensados hoje pela manhã com Bolinhos de Chuva! Perfeitamente crocantes por fora e macios por dentro, com o gostinho de infância que só eles têm. 

A receita, minha mãe faz de olho há anos. Mas para quem, como eu, ainda não tem tanta prática em comida de mãe, ela passou a receita...


Bolinhos de Chuva

Ingredientes
180g de farinha de trigo
90g de açúcar
1 colher de margarina
1 ovo
160ml de leite
1 pitada de sal
óleo para fritar
açúcar e canela em pó para polvilhar

Como fazer
Misture o açúcar, margarina e ovo. Adicione a farinha e a pitada de sal.
Vá acrescentando o leite e misture bem.
Faça bolinhas, utilizando duas colheres, e frite em óleo quente até dourar.
Seque em papel absorvente e polvilhe com açúcar e canela.


Acordar com esses bolinhos quentinhos... não tem preço!


terça-feira, 20 de setembro de 2011

Em Florianópolis... Ostras!

Sempre que chego aqui elas são a primeira comida que me vem à cabeça. Embora seja possível encontrar ostras de Florianópolis em vários lugares de São Paulo (no restaurante Le Vin, por exemplo), aqui elas são melhores! Simplesmente porque estão mais frescas. 

Por isso, não tinha dúvidas que o primeiro prato por aqui seria com elas. Rápida visita ao Mercado Público e voltamos para casa com uma dúzia de ostras carnudas e bem frescas! O tradicional seria degustá-las in natura ou gratiná-las com molho béchamel e queijo. Mas aí não seria novidade, não é?

Então, optei por uma sopa! Bastam alguns ingredientes, uns poucos minutinhos e pronto! Simples e perfeita para o fim de inverno na praia...



Sopa de Ostras

Ingredientes
12 ostras
250ml de leite
250ml de nata
sal, pimenta e noz-moscada a gosto

Como fazer
Aqueça o leite e a nata em fogo médio, até quase ferver.
Adicione as ostras, tempere com sal e pimenta.
Cozinhe em fogo baixo por 5 minutos.
Na hora de servir, decore com salsinha.



E para quem estiver por aqui querendo provar ostras perfeitas... O destino é um só:

Ostradamus
Rua Baldicero Filomeno, 7640 - Ribeirão da Ilha
Florianópolis - SC, 88064-002
(0xx) 48 3337-5711

www.ostradamus.com.br

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Biscoitinhos para agradar minha mãe...

Fiz esses biscoitinhos ontem de manhã, antes de vir para o Sul. Eles são simplesmente deliciosos. E como foi a primeira vez que os fiz, não acreditei na praticidade e rapidez. A receita original pedia que fizesse tudo na mão. Mas, convenhamos, num domingo de manhã ninguém merece...

Então, batedeira preparada, ingredientes separados e mãos à obra. Em 10 minutos tinha feito a massa, aberto, recheado com goiabada, fechado e enfileirado na assadeira. Mais 20 minutos assando e pronto! Os biscoitinhos mais gostosos e rápidos que fiz nos últimos tempos!

E o por quê desses biscoitinhos? Minha mãe adora goiabada, então, foi a melhor escolha para agradá-la um pouquinho... 


Biscoito Goiabinha

Ingredientes
1 xicara de farinha de trigo
75g de manteiga
1 colher de açúcar
2 colheres de sopa de água
75g de goiabada cortada em tiras
açúcar de confeiteiro para decorar

Como fazer
Pré-aqueça o forno a 180°C.
Comece batendo em velocidade baixa a farinha com a manteiga.
Quando forma uma farofa, adicione o açúcar e a água.
Aumente a velocidade e bata até formar uma massa única (aproximadamente 5 minutos).
Retire da tigela e abra até fica em uma espessura de 4mm.
Corte discos de 7cm, preencha com uma tirinha de goiabada e enrole.
Asse em uma forma untada por 20 minutos.
Quando ainda estiverem mornos, polvilhe com açúcar de confeiteiro.




Rende 36 biscoitos.


sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Banana fairy cakes e mudança de ares....

Lá vou eu com mais um bolo de banana.... Mas prometo, esse é diferente e ainda melhor do que os outros! Este bolinho, batizado de banana fairy cake, veio em uma edição recente da revista Good Food inglesa e foi amor à primeira vista. Só fiz uma alteração, ao invés de chocolate branco como cobertura, adicionei creme de avelãs misturado na massa. Fez toda a diferença...

Perfeito para um fim de tarde chuvoso, para presentar amigos queridos ou para acompanhar a bagunça de fazer malas... No meu caso, foi para os três! O Gourmandisme está de malas prontas para uma semaninha em Florianópolis. Vou lá cheirar minha mãe, enquanto o marido vai para o outro lado do mundo, literalmente! 

Mas, isso não significa pausa nas receitas não! Pelo contrário, a próxima semana por aqui será totalmente catarinense, com direito a garoupa, ostras e outras surpresas típicas! Aguardem... 




Banana Fairy Cakes

Ingredientes
140g de farinha de trigo integral
50g de açúcar mascavo
2 colheres de sopa de fermento
1 ovo
50g de manteiga, em temperatura ambiente
125ml de leite desnatado
2 bananas, uma amassada e outra em rodelas
140g de creme de avelãs amolecido Iô-iô Hershey's

Como fazer
Pré-aqueça o forno a 180°C.
Bata o ovo, manteiga e leite por uns 20 segundos.
Junte a farinha de trigo, açúcar e fermento, aos poucos.
Acrescente a banana amassada e misture mais um pouco.
Por último, adicione o chocolate.
Encha 8 forminhas de cupcakes, até 2/3 da capacidade e coloque uma rodela de banana sobre cada uma.
Asse por 20 minutos, ou até espetar um palito, ele sair limpo.





Comi sem (muita) culpa...


quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Brunch nordestino, provado e aprovado!

Lá no comecinho da Rua Frei Caneca, todo sábado de manhã tem um brunch nordestino. A criação do chef André Palma vale a visita (de estômago vazio, para garantir o bom aproveitamento).

O menu é fixo, bem servido e temático: O Auto da Compadecida. Tudo começa com duas opções de suco, quando fui era maracujá e goiaba, acompanhados de castanhas torradas, em um ambiente confortável e acolhedor. 

Depois, o desfile de pratos típicos: 

1 - Caldinho de Feijoada
2 - Farofa de Cuscus com Charque ao molho
3 - Arrumadinho de carne de sol
4 - Feijoada com farofa, arroz branco, couve e laranja

Já bem alimentados e sorrindo de orelha à orelha, passamos aos doces. Nesta parte, nada de sentar e esperar. Duas mesas recheadas de doces típicos ficam à disposição. Não consegui resistir ao bolo de rolo e à bala de banana...

No fim, foram duas horas de brunch nordestino, R$ 35 por pessoa e dois clientes muito satisfeitos... Recomendadíssimo!


Os salgados



Os doces


E para completar, as louças ainda são uma charme à parte!!!

Estação Caneca
Rua Frei Caneca, 384
tel.: 2371-5744

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Nhoque de banana-da-terra e Rabada desfiada. Feitos um para o outro!

Já adianto, dá um pouco de trabalho. Mas nada de desânimo! Pense na rabada desfiada, rica em sabores depois de horas no vinho tinto, cobrindo um nhoque de banana-da-terra, docemente surpreendendo seu paladar. De fato, é uma experiência gastronômica que você precisa ter!

Comecemos pela rabada. Como todo bom ensopado, ela fica muito melhor no dia seguinte. Portanto, faça um dia antes e deixe uma noite no refrigerador. Os sabores vão penetrar ainda mais na carne e 70% do trabalho já estará feito no dia seguinte.

Já o nhoque, é fácil. São só três ingredientes, misturados até dar o ponto de enrolar e cortar. Eu sei que pode parecer assustador fazer nhoque em casa, eu mesma já pensei isso. Mas depois de fazer a primeira vez, não tem mais volta. A variedade de sabores, a suavidade da massa, o ponto al dente perfeito e a facilidade de conseguir isso tudo te impedirão de comprar a versão industrializada novamente.

Arremate tudo isso com uma simples telha de queijo da sua preferência, feita em dois minutos em uma frigideira bem quente e pronto! Um prato mezzo brasileiro, mezzo italiano com muito gosto!




Nhoque de Banana-da-Terra com Rabada desfiada

Ingredientes
Rabada
1kg de rabo bovino, com ossos
3 cebolas picadas
100g de bacon picado
100g de extrato de tomate
750ml de vinho tinto seco
2 colheres de caldo de carneiro Nomu (expliquei o que é e porque uso aqui)
5 folhas de louro
azeite e pimenta a gosto

Nhoque
3 bananas-da-terra
1 ovo
200g de farinha de trigo

Telha de queijo
50g de queijo guyrère ralado (ou parmesão)

Como fazer
Rabada - 1 dia antes
Doure a cebola no azeite por 5 minutos. Acrescente o bacon e doure por mais 5 minutos.
Coloque a carne e doure rapidamente. Em seguida, junte o extrato de tomate.
Quando secar, adicione o vinho tinto e o caldo de carneiro.
Conforme for secando, vá acrescentando água. Cozinhe por 4 horas.
Quando esfriar um pouco desfie a carne, descartando os ossos, e em seguida voltando-a para a panela.
Para servir, aqueça a rabada em fogo baixo.

Nhoque
Embrulhe as bananas em papel-alumínio e asse em forno preaquecido a 180°C por 1 hora.
Retire do fogo e espere esfriar até conseguir manuseá-las.
Amasse-as bem e deixe esfriar completamente.
Adicione o ovo e vá incorporando a farinha aos poucos, até dar o ponto de modelar.
Faça rolinhos com a massa e corte no tamanho desejado.
Cozinhe em água fervente com sal.

Telha de queijo
Aqueça uma frigideira antiaderente, sem adicionar nada. 
Coloque o queijo e cozinhe até desgrudar (aproximadamente 2 minutos).
Retire e deixe esfriar 5 minutos, ele ficará crocante.


A montagem é simples: nhoque, rabada e telha de queijo por cima!



terça-feira, 13 de setembro de 2011

Cheesecake express, impossível não gostar!

Eu sei que é só terça-feira, mas quem disse que não podemos ter sobremesa? Um docinho sempre cai muito bem, independente do dia da semana, certo? Alguém me apóia? 

Bom, esta ideia veio de um recorte que estava há alguns meses na minha caixinha, de revista americana Good Food. Aliás, assinaturas de revistas de fora são ótimas para ampliar nosso "leque gastronômico". Há um tempo escrevi sobre as minhas favoritas, vale a pena dar uma olhada!

Mas, voltando a sobremesa, ela é totalmente adaptável. Você pode usar o tipo de bolacha que gosta mais, o queijo cremoso favorito e cobrir com a geleia que tiver. A minha versão leva bolacha Maisena, queijo mascarpone e geleia de uva malbec (delicioso presente do Vale dos Vinhedos, recebido de um querido casal de amigos e leitores do blog)

Para o próximo, já pensei em uma base de Negresco, queijo mascarpone e cobertura de uma geleia cítrica. Depois, talvez uma versão salgada, com croutons, cream cheese e salmão defumado! Ideias, ideias, ideias...



Cheesecake express

Ingredientes
1/2 pacote de bolacha Maisena
1 pote de queijo mascarpone (ou cream cheese)
4 colheres de sopa de açúcar
algumas gotas de essência de baunilha
2 colheres de sopa de geleia de boa qualidade de sua preferência

Como fazer
Esmague as bolachas com as mãos e divida-as em duas taças.
Misture o queijo cremoso com o açúcar e a essência de baunilha. Coloque sobre as bolachas.
Mexa bem a geleia em uma vasilha, até amolecer. Cubra as taças com ela.
Sirva em seguida.


Fácil, fácil, né?



segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Saladinha famosa!

Famosas escrevendo livros... Bom ou ruim? Em um primeiro momento, pode parecer uma roubada. Receitas prontas e batidas, sem muita criatividade. Mas, acho que pode ser justamente o contrário. Por não terem a pressão de uma carreira gastronômica, as autoras ficam livres para criar e ousar.

Lá fora, Alicia Silverstone, Gwyneth Paltrow, Sheryl Crow e Eva Longoria já lançaram os seus, todos disponíveis na Amazon, basta clicar no nome. Por aqui, a atriz Carolina Ferraz seguiu a moda. Ainda não cheguei a comprar o Na Cozinha com Carolina, mas parece promissor.

Me empolguei com a receita que achei na minha caixa de recortes. Uma salada simples, moderna e deliciosa. Com tudo raladinho e muito bem misturado. Perfeita para uma segunda-feira...



Salada Carolina

Ingredientes
1 pé de alface-americana, cortada em tiras finas
3 tomates cortados em cubos, com pele e sementes
150g de queijo gruyère ralado grosso (ou parmesão)
2 ovos cozidos, ralados
Molho básico para salada
(150ml de azeite, 1 colher de chá de mostarda Dijon, 1/2 limão, sal e pimenta a gosto)

Como fazer
Misturar todos os ingredientes e servir na hora.


Nota da autora, Carolina Ferraz: 
"Você não vai se arrepender. É perfeita para acompanhar carnes. Mas é tão consistente que, muitas vezes, opto por ela como uma refeição".



sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Cupcakes de chocolate com brigadeiro e nasce uma doceira...

Adoro ver fotos de lindos cupcakes pelos blogs amigos. Sempre fico babando e com uma invejinha branca das doceiras de mão cheia que conseguem fazer essas pequenas obras de arte. Um mais bonito do que o outro. E que, pelas receitas, sempre parecem incrivelmente fáceis. Mas entre ver e fazer, é um longo caminho... 

Confesso que os doces assim bonitinhos não são o meu forte. Penso muito no sabor, em testar uma nova combinação de ingredientes ou ousar um pouco mais. Acabo deixando a aparência um pouco de lado, afinal, basta ficar visualmente legal, porque o gosto vai compensar! Só que dessa vez me rendi. Me empolguei na Barra Doce e trouxe confeitos, corantes e diversos apetrechos para enfeitar os bolinhos! 

E para quê tanto cupcake? Para mimar uma grande amiga, grávida de um menino, e sua irmã, que acabou de ter uma menina... Pois é, bebês fazem a gente fazer cada coisa... 



Cupcakes de Chocolate com Brigadeiro Branco

Ingredientes

Massa
1 3/4 xícaras de farinha
2 xícaras mais 2 colheres de sopa de açúcar
3/4 xícara de cacau em pó
1 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 1/2 colher de chá de fermento em pó
1 colher de chá de sal
2 ovos grandes
1 xícara de leite
1/2 xícara de óleo vegetal
2 colheres de chá de extrato de baunilha
1 xícara de água fervente

Cobertura
1 colher de sopa de margarina
1 lata de leite condensado
1 barra de chocolate Cookies 'n' Cream Hershey's
corante alimentício de sua preferência

Como fazer
Massa
Pré-aqueça o forno a 180°C.
Peneire a farinha, cacau, bicarbonato, fermento e sal em uma tigela. Reserve.
Misture ovos, leite, óleo e baunilha em outra tigela.
Adicione a mistura aos ingredientes secos, e bata em velocidade baixa até incorporar.
Aumente a velocidade para média e bata por 2 minutos (isso deixará a massa bem fofinha).
Junte a água fervente e bata em velocidade baixa só até incorporar totalmente.
Encha 3/4 de cada forminha para cupcake e asse por 20 minutos, ou até espetar um palitinho, ele sair limpo.

Cobertura
Faça o brigadeiro normalmente, com a margarina, leite condensado e chocolate.
Quando estiver desgrudando da panela, retire e divida de acordo com as cores que irá colorir.
Misture algumas gotinhas de cada vez, para dar o tom exato desejado. Reserve.

Montagem
Cubra com o brigadeiro e os confeitos somente quando a massa estiver fria.





Brincadeira de criança...



quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Na casa do chef!

Há algum tempo tenho reparado em uma nova tendência: exclusivos restaurantes na casa dos chefs de cozinha! Como o movimento ainda é novo, não se estabeleceu um único nome, então, podem ser chamados de home bistros, restaurantes secretos, supper clubs...  

Mas a ideia é sempre a mesma. Poucos lugares, entre 8 e 10 geralmente, um criativo menu surpresa e a garantia de uma experiência única! Londres, Paris, Nova York e São Paulo, é só escolher...


Chez Nous Chez Vous (nossa casa, sua casa em francês)
O simpático casal acima é brasileiro. Célia e Gustavo são formados pela Le Cordon Bleu, moram em Paris e recebem os convidados em seu apartamento com vista para a Torre Eiffel. O jantar precisa ser reservado com no mínimo uma semana de antecedência e custa em torno de 100 euros por pessoa, com sete pratos e bebidas não alcoólicas. 


Kara Masi é webdesigner, mora no Brooklyn em Nova York e um lugar para jantar em seu apartamento é concorridíssimo. O menu, sempre com o que há de mais fresco no mercado, é compartilhado no blog e os convidados confirmam por lá mesmo. Apesar da tecnologia, o clima é intimista, a comida caseira e o preço baixinho, 40 dólares. 


O casal Simón Fernández e Uyen Luu abrem sua casa em Londres ao menos seis vezes por mês. O menu tem influências dele, espanhol, e dela, vietnamita. Eles se conheceram quando Simón entrou de penetra em uma festa no apartamento da Uyen. Infelizmente, o casal se separou recentemente, mas a cozinha continua! A programação está no blog e o menu custa 41 euros por pessoa.


Na Vila Madalena, em São Paulo, os amigos Pila Zucca e Demian Figueiredo resolveram ir além do seu serviço de buffet. Recebem em alguns dias do mês convidados em um casarão dos anos 1950. A comida tem influência francesa, italiana e oriental, sempre com um toque contemporâneo. O menu custa 150 reais.


Mais opções
La Petite Cuisine em Paris - www.thelittlepariskitchen.com
The Loft Project em Londres - www.theloftproject.co.uk
Fisk & Groonsaken em Berlim - www.groonsaken.wordpress.com
Thyme em Berlim - www.thyme-supperclub.com
Hidden Lounge em Toronto - www.hiddenlounge.ca


Será que vai pegar por aqui?


terça-feira, 6 de setembro de 2011

Omelete no capricho...

Curiosamente, este é o primeiro omelete que coloco aqui no Gourmandisme. Talvez por ser o primeiro que eu faço com algo a mais. Isso porque, geralmente, meus omeletes só têm queijo (mas para compensar a falta de criatividade, sempre coloco muito!). Mas esse, ficou caprichado mesmo: azeite, espinafre, queijo de cabra e trufas negras!

Essa receita, original do interior da França, estava na revista Gula do último mês, na sessão Dr. Gourmet. Segundo a matéria, os ovos já deixaram de ser vilões há muito tempo e não precisam mais ser evitados, pelo contrário, por serem ótima fonte de proteínas, estão liberados! O queijo de cabra (pobre em gordura saturada) e o azeite (rico em antioxidantes) completam a refeição balanceada.

Confesso que por mim, nem precisaria da parte nutricional para me jogar nos ovos. Mas, se além de gostoso, esse omelete é saudável, melhor ainda!!!



Omelete francês

Ingredientes
5 ovos caipira
1 colher de sopa de azeite de oliva
1 maço de espinafre pequeno
100g de queijo de cabra
trufas negras para finalizar (saiba mais neste post)
sal e pimenta a gosto

Como fazer
Bata os ovos em uma vasilha com o azeite e tempere com sal e pimenta.
Em um frigideira já aquecida despeje os ovos batidos, em seguida o queijo e o espinafre.
Quando desgrudar completamente do fundo, dobre-o em meia-lua.
Sirva quente com trufas negras raladas na hora.


Saindo do óbvio...


segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Sopa de Cebola do Les Halles, NY

Este post conseguiu unir três tópicos em um só: receita, livro e restaurante! Até então, um feito inédito aqui no blog... Mas, prometo que tem tudo a ver!

Bom, tudo começou com o livro aí do lado, Afinal, as receitas do Les Halles, NY, do chef e apresentador Anthony Bourdain. Amei tanto o livro, que se eu fosse encarnar a Julia Powell, o cozinharia inteirinho! 

Encantada com o livro, não sosseguei até conhecer o tal do Les Halles, o que aconteceu no ano passado!  Bistrô antiguinho, com comida clássica e deliciosa, por um preço muito justo. Recomendo fortemente para quem estiver de viagem marcada a Nova York. 

Com isso, chegamos a sopa de hoje. Clássica francesa, esta versão é servida há anos no restaurante e, segundo o chef, você não provará nenhuma melhor... Então, fez sentido?


Sopa de Cebola do Les Halles

Ingredientes
8 cebolas grandes, cortadas em fatias finas
5 colheres de sopa de vinho do Porto
5 colheres de sopa de vinagre balsâmico
100g de bacon, em cubos pequenos
2l de caldo de galinha
sal, pimenta, manteiga, louro e tomilho a gosto
torradas e queijo gruyère para finalizar

Como fazer
Doure as cebolas na manteiga até ficarem macias e douradas (aprox. 25 minutos).
Adicione o vinho e o vinagre, raspando bem os sedimentos do fundo.
Acrescente o bacon, caldo de galinha e as ervas.
Deixa ferver e depois abaixe o fogo para o mínimo, cozinhando por 45 minutos.
Retire as ervas e reserve.


Para servir
Você pode dividir a sopa em tigelas individuais, cobrir com duas torradas e queijo e levar para gratinar, até ficarem bem douradas. Ou, você pode fazer isso separadamente com as torradas e juntar na hora de servir.
Ficará deliciosa de qualquer maneira!



sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Romeu & Julieta. Combinação que nunca cansa.

Sempre gostei de todas as versões de Romeu & Julieta, afinal, é difícil errar. Mas, dentre todas, o suflê de goiabada com calda de catupiry da chef Carla Pernambuco me parecia o mais próximo da perfeição. Até hoje...

Estava com esta receita na cabeça há bastante tempo. Ela está no livro The Perfect Scoop, do blogueiro americano (que tem a sorte de viver em Paris) David Lebovitz. Mas, por ser um sabor mais complexo, fiquei enrolando...

A dúvida sumiu no último final de semana, quando vi que o meu precioso queijo de ovelha da Serra da Estrela já estava prestes a fazer aniversário na geladeira (sempre esperando uma ocasião especial) e um casal de amigos muito queridos e de paladar aguçado estava a caminho de casa! Pronto, a ocasião especial que eu precisava!

As alterações foram poucas. A receita original pede o uso de queijo de cabra, mas o de ovelha ficou delicioso. A cobertura recomendada era de mel e amêndoas, mas a nossa goiabada não decepcionou. No geral, o sabor lembrou muito o de um belo cheesecake...




Sorvete de Queijo de Ovelha com Calda Quente de Goiabada

Ingredientes
375ml de leite
130g de açúcar
230g de queijo de ovelha fresco, em pequenos pedaços
6 gemas
200g de goiabada cascão

Como fazer
Aqueça o leite e o açúcar em fogo brando, sem deixar ferver. Reserve.
Enquanto isso, bata as gemas até ficarem bem aeradas.
Aos poucos, despeje o leite quente nas gemas, mexendo constantemente.
Volte a mistura para a panela e cozinhe em fogo baixo até engrossar.
Retire do fogo e misture ao queijo, mexendo bem até derretê-lo e misturar completamente.
Resfrie no refrigerador e depois prepare o sorvete conforme instruções do fabricante.


Obs.: tenho a sorveteira mais simples da Cuisinart, mas que resolve a vida. Recomendo fortemente para quem está de olho em uma. Nos EUA custa US$47.


Novo e delicioso sabor...



quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Simples como um bolinho de banana...

Tem dias que não quero muita coisa. Nada de pratos sofisticados, nada de coberturas elaboradas. Só um bolinho de banana e um chá para acompanhar. 

Essa receita veio do caderno de culinária do Los Angeles Times (acho que é de uma padaria famosa de lá...). Claro que, como bom doce americano, tinha uma receita de cobertura de cream cheese para acompanhar. Mas, como hoje não quero nada demais, fiz só o bolinho mesmo... 


Banana cake

Ingredientes
2 xícaras de farinha de trigo
2/3 xícara de farinha de trigo integral (adição pessoal, para deixar mais light)
2 xícaras de açúcar
2 colheres de chá de fermento em pó
1 colher de chá de sal
4 bananas médias, amassadas
3 ovos
1/2 xícara buttermilk (leite + colherinha de vinagre)
3/4 xícara de óleo de milho (original pedia canola)
1 1/2 colheres de chá de extrato de baunilha

Como fazer

Pré-aqueça o forno a 180°C.
Misture as bananas com os ovos e vá adicionando o buttermilk, óleo e baunilha.
Aos poucos, peneire a farinha, açúcar, fermento e sal na mistura.
Passe a mistura para a forma de sua preferência e asse por aproximadamente 50 minutos, ou, até espetar um palito ele sair limpo.


Simples assim...